segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Música da Semana!

Olá, bom dia!
Iniciamos mais uma semana com uma música que te leve a adorar o Senhor!
Que nessa semana o Espírito Santo te conceda a graça de recordar sempre que não é necessário perder tempo com preocupações, pois o Senhor, através da Divina Providência, tem cuidado de tudo! E, quando as coisas estiverem difíceis, você se lembre que o Senhor jamais te esquece, mesmo que todos possam fazer isso.
Que Nossa Senhora, a mãe da ternura, esteja ao seu lado durante toda essa semana!
E que você abra seu coração e entregue ele ao Senhor!


domingo, 27 de fevereiro de 2011

O ipê à beira da estrada

Não quero perder a capacidade de admirar as belezas do mundo. O ipê florido à beira da estrada é um imperativo que reconheço bíblico. Nele há uma fala de Deus me pedindo calma. A sacralidade da vida ganhou voz em estruturas singelas, e solicita que eu me proste.

É santo o que os meus olhos enxergam. A cor amarela encontra moldura no azul dos contornos do céu. Ao longe, o verde completa o quadro. Paira sobre a cena um mistério raro, como se houvesse uma névoa a me recordar que a raridade da beleza é uma epifania divina.

O meu desejo é deixar de seguir o caminho que me leva ao meu destino. Impossibilitado da parada, ouso diminuir a marcha. Quero a cena dentro de mim. Ouso rezar a Deus que me permita registrar na memória a beleza que não posso aprisionar.

Olho para os que passam. A velocidade dos carros não permite que os seus ocupantes vejam o que vejo. Eles estão privados da mística que só pode ser compreendida quando os passos perdem a pressa. Estão ocupados demais com suas urgências práticas. É preciso chegar. Há muitas iniciativas a serem tomadas e o tempo não pode ser perdido.

Enquanto isso, o ipê se ocupa de sua florada amarela. Cumpre no tempo a proeza de ser um sentido oculto e deslumbrante para os distraídos que o percebem.

Nele há uma pequena parte da beleza do mundo que tive a graça de descobrir. E só por isso diminuí o ritmo da minha vida.

Olhei com calma para sua beleza e nele percebi o sorriso do Criador. Sorriso de Pai, que vez em quando, faz questão que seus filhos diminuam suas velocidades para uma breve brincadeira redentora.

Eu aceitei. Brinquei com Ele. Fiquei mais feliz!






Padre Fábio de Melo

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Contagem regressiva para a beatificação do Papa João Paulo II

Há pouco mais de dois meses para a Beatificação do Papa João Paulo II, começam a multiplicar-se os eventos de natureza eclesial e cultural ao redor do mundo com o objetivo de preparar para a cerimônia.


Nesta sexta-feira, 25, o postulador da Causa de Beatificação de Karol Wojtyla (nome de batismo do Papa polonês), padre Slawomir Oder, participou da Conferência "O segredo e a essência da santidade de João Paulo II", junto ao Ateneu Pontifício Regina Apostolorum, em Roma. O encontro foi promovido pelo Centro de Estudos João Paulo II, estrutura do Ateneu que recolhe publicações e escritos do e sobre o futuro Beato.



"Aquilo que caracteriza, no entanto, a [santidade da] figura de João Paulo II, como emerge das cartas do processo de Beatificação, são essencialmente duas dimensões. A sua dimensão de homem de oração, de homem de Deus, e a dimensão da sua ânsia apostólica, o seu ser missionário de Cristo. De fato, urgia nele aquela caridade de Cristo que o incentivava a levar o Senhor a todos os lugares", explica o postulador.



A seguir, confira uma entrevista de padre Oder à Rádio Vaticano, na qual ele fala sobre os preparativos para o acontecimento e a experiência com João Paulo II:



Padre Slawomir Oder – Não há dúvidas de que, antes de tudo em nível humano, trata-se de uma grande emoção. Para mim, a Causa de Beatificação de João Paulo II foi, sem dúvida, uma aventura espiritual que assinalou a minha pessoa e constitui um marco na minha vida. Ter, portanto, a consciência de ter podido contribuir com a realização desta realidade extraordinária, de termos chegado ao ponto em que chegamos, me dá um sentido de satisfação, de alegria frente ao Senhor.



Rádio Vaticano – Seguramente, há muitos aspectos importantes deste processo para a Causa de Beatificação. Se o senhor tivesse que citar aquilo que mais lhe marcou nestes anos...



Padre Oder – Seguramente a sua espiritualidade, o seu modo de rezar, o seu modo de ser. Da figura de João Paulo II atrai, sem dúvidas, a profundidade da sua vida espiritual. Uma expressão que o define muito bem é "homem de Deus", "homem de oração". E isso é um aspecto que levarei comigo no coração, um tesouro para mim, para o meu sacerdócio. Além disso, o processo é feito também por encontros com pessoas que escrevem os testemunhos. Nesse caso, aquilo que me marcou foi a proximidade deste grande homem de Deus – este grande místico, podemos dizer – da vida de tantas pessoas. Ele entrou nos corações, nas nossas famílias, e ali permaneceu. O afeto que se percebe dos testemunhos que ainda chegam à sede da postulação faz compreender que Papa Wojtyla é uma pessoa viva nos nossos corações, nos nossos sentimentos.



RV – Chegamos ao tema da Conferência no Regina Apostolorum, um tema com um título já muito ambicioso: "O segredo e a essência da santidade de João Paulo II". É obviamente muito difícil responder a essa pergunta. Mas qual foi a essência desse testemunho de santidade?



Padre Oder – Efetivamente, restituir com uma frase – ainda que com uma conferência – um quadro completo desse personagem é impossível. Aquilo que caracteriza, no entanto, a figura de João Paulo II, como emerge das cartas do processo de Beatificação, são essencialmente duas dimensões. A sua dimensão de homem de oração, de homem de Deus, e a dimensão da sua ânsia apostólica, o seu ser missionário de Cristo. De fato, urgia nele aquela caridade de Cristo que o incentivava a levar o Senhor a todos os lugares. O ponto comum desses dois aspectos é o seu amor por Cristo. Ele amou o Senhor porque se sentiu profundamente amado por Ele, por isso não podia fazer outra coisa senão responder com essa profundiade de vida espiritual e com essa abertura do seu coração ao mudo.



RV – Quais frutos se poderão colher desta Beatificação de primeiro de maio?



Padre Oder – Penso no seguinte: nos anos deste processo, tive a nítida sensação de que quem o fez foi, na realidade, o Senhor: é Ele que dita os seus tempos, o seu modo de agir, muitas vezes surpreendente. Por isso, estou convencido de que o Senhor, através da bondade da mensagem de João Paulo II, semeará nos corações de tantas pessoas muitos frutos espirituais. Mas aquilo que seguramente será um elemento comum, como eu espero e desejo, é o suscitar a esperança, a renovada esperança de que João Paulo II foi justamente chamado a ser testemunha, e ele o é. É a esperança que o mundo não dá, mas a dá somente a amizade com o Senhor, com Cristo.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A cura do coração de Pedro

"Tendo eles comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: 'Simão, filho de João, amas-me mais do que estes?'. Respondeu ele: 'Sim, Senhor, tu sabes que te amo'. Disse-lhe Jesus: 'Apascenta os meus cordeiros'. Perguntou-lhe outra vez: 'Simão, filho de João, amas-me?'. Respondeu-lhe: 'Sim, Senhor, tu sabes que te amo'. Disse-lhe Jesus: 'Apascenta os meus cordeiros'. Perguntou-lhe pela terceira vez: 'Amas-me?', e respondeu-lhe: "Senhor, sabes tudo, tu sabes que te amo'. Disse-lhe Jesus: 'Apascenta as minhas ovelhas'" (Jo 21, 15-17)

Nesta pregação, o padre Léo nos leva a uma belíssima compreensão dessa passagem, além de nos conduzir a um encontro com Jesus.

Que cada palavra pronunciada nessa pregação possa ressoar dentro do teu coração! Aproveite e se abra a obra que o Senhor quer realizar em sua vida! Tenha um ótimo final de semana!

Quer viver um carnaval diferente? RECA em Cristo - Comunidade Católica Novo Ardor

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Cine João Paulo II

Olá!

Bom dia!

No próximo sábado teremos mais uma sessão do Cine JPII e o filme a ser exibido será A Canção de Bernadete, aproveitando que neste mês comemoramos a aparição de Nossa Senhora em Lourdes!

A sessão começará às 19h00, em nossa casa! Confirme sua presença deixando um comentário nessa postagem ou através do e-mail comunidadegratidao@gmail.com.

Você será muito bem vindo! Traga sua pipoca e venha partilhar conosco desse momento de formação e diversão!

Abaixo, a sinopse do filme: 

No vilarejo de Lourdes, na França, em 1858, uma camponesa chamada Bernadette Soubirous ( Jennifer Jones ) tem a visão do que ela descreve ser "uma linda senhora". A garotinha, muito aodentada, cura-se imediatamente e uma parte da populção chega à conclusão de que Bernadette teve uma visão da Virgem Maria, ainda que a menina jamais confirme isso. As autoridades locais tentam desacreditar a história , enquanto a Igreja Católica faz o possível para não se envolver na polêmica, mas um grande fenômeno mudará a vida de todos no vilarejo. Uma tocante história de fé e penitência, A Canção de Bernadette conquistou quatro Oscar, inclusive para a protagonista Jeniffer Jones, num desempenho dedicado, praticamente fazendo sua estréia nas telas. Os demais prêmios foram para Melhor Fotografia, Melhor Música e Melhor Direção de Arte e Decoração de Interiores, todos os merecidos. Considerado um dos grande clássicos do cinema, A Canção de Bernadette comoveu gerações e continua sensibilizando as platéias

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Cantinho de Maria

Nos dias 13, 14 e 15 de fevereiro completou-se dois anos que eu fiz o retiro Intimidade com Maria, e foi, com certeza, um dos finais de semana mais felizes da minha história!

Dois anos que por meio de Nossa Senhora eu voltei ao Senhor, dois anos do retiro que mudou a minha vida! Dois anos que eu abri a porta do meu coração e dei livre acesso ao Senhor para que Ele fizesse o que quisesse da minha vida, dois anos que Ele acolheu o meu sim!

Foi um final de semana que o amor de Nossa Senhora mexeu com tudo aqui dentro de mim, desejos e anseios e onde eu pude acordar para a vontade que já havia no meu coração, que era de ser inteira Dele. Um lugar onde a presença de Maria me deu a certeza de que eu não estou sozinha nunca! Afinal, ela sempre tinha estado comigo, e continuaria, bastasse que eu a chamasse! Dois anos que ela disse que me queria aos pés de Jesus, em adoração, pois lá era o meu lugar!

Dizem que a gente faz um retiro e que a sensação boa passa logo após uma semana, pois voltamos para os nossos problemas e situações adversas. Mas eu posso te dizer: após dois anos do retiro meu coração continua feliz com as memórias daqueles dias e posso te dar a certeza: o desejo que nasceu naquele final de semana ainda não passou. O sim que dei na sexta-feira de retiro foi renovado a cada dia e eu espero que assim continue sempre! Que a cada passo eu possa colher os frutos daquela abertura de coração, que veio através das mãos da Mãe mais linda!

Hoje posso dizer a Nossa Senhora: O que seria de mim sem a tua presença? Como seriam os meus dias sem os teus carinhos? Obrigada querida e terna mãe, que preparou e tudo prepara com carinho para mim. Teu abraço, teu consolo, teu exemplo de vida e todas suas qualidades me fazem ter vontade de parecer contigo e me deixam feliz por saber que sou tua filha e que conto com tua intercessão.

Minha é vida é tua, TOTUS TUUS!

És o meu exemplo de esperança! Gratidão por todas as tuas visitas em minha vida!








Amanda Brandão
Membro da Com. Católica Gratidão

Workshop Musical

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Nota da CNBB sobre ética e programas da TV

No dia 17, a CNBB divulgou a seguinte nota sobre ética e programas da TV:


"Têm chegado à CNBB diversos pedidos de uma manifestação a respeito do baixo nível moral que se verifica em alguns programas das emissoras de televisão, particularmente naqueles denominados Reality Shows, que têm o lucro como seu principal objetivo.
Nós, bispos do Conselho Episcopal Pastoral (CONSEP), reunidos em Brasília, de 15 a 17 de fevereiro de 2011, compreendendo a gravidade do problema e em atenção a esses pedidos, acolhendo o clamor de pessoas, famílias e organizações, viemos nos manifestar a respeito.
Destacamos primeiramente o papel desempenhado pela TV em nosso País e os importantes serviços por ela prestados à Sociedade. Nesse sentido, muitos programas têm sido objeto de reconhecimento explícito por parte da Igreja com a concessão do Prêmio Clara de Assis para a Televisão, atribuído anualmente.
Lamentamos, entretanto, que esses serviços, prestados com apurada qualidade técnica e inegável valor cultural e moral, sejam ofuscados por alguns programas, entre os quais os chamados reality shows, que atentam contra a dignidade de pessoa humana, tanto de seus participantes, fascinados por um prêmio em dinheiro ou por fugaz celebridade, quanto do público receptor que é a família brasileira.
Cônscios de nossa missão e responsabilidade evangelizadoras, exortamos a todos no sentido de se buscar um esforço comum pela superação desse mal na sociedade, sempre no respeito à legítima liberdade de expressão, que não assegura a ninguém o direito de agressão impune aos valores morais que sustentam a Sociedade.
Dirigimo-nos, antes de tudo, às emissoras de televisão, sugerindo-lhes uma reflexão mais profunda sobre seu papel e seus limites, na vida social, tendo por parâmetro o sentido da concessão que lhes é dada pelo Estado.
Ao Ministério Público pedimos uma atenção mais acurada no acompanhamento e adequadas providências em relação à programação televisiva, identificando os evidentes malefícios que ela traz em desrespeito aos princípios basilares da Constituição Federal (Art. 1º, II e III).
Aos pais, mães e educadores, atentos a sua responsabilidade na formação moral dos filhos e alunos, sugerimos que busquem através do diálogo formar neles o senso crítico indispensável e capaz de protegê-los contra essa exploração abusiva e imoral.
Por fim, dirigimo-nos também aos anunciantes e agentes publicitários, alertando-os sobre o significado da associação de suas marcas a esse processo de degradação dos valores da sociedade.
Rogamos a Deus, pela intercessão de Nossa Senhora Aparecida, luz e proteção a todos os profissionais e empresários da comunicação, para que, usando esses maravilhosos meios, possamos juntos construir uma sociedade mais justa e humana".


Espaço do Músico

Olá, bom dia! 
Hoje, em nosso espaço do músico, o Augusto, da banda DOM, explica como foi o processo de composição da música O céu em você, do CD O Amor Vai Falar.


segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

São Pedro Damião: Esperança nos sofrimentos!

Hoje a Igreja celebra o dia de São Pedro Damião. Abaixo, trecho de uma de suas cartas:

Caríssimo, pediste-me que te escrevesse palavras de consolação, a fim de reconfortar o teu ânimo amargurado por tantos golpes dolorosos.
Mas se a tua prudência e sensatez não estão adormecidas, a consolação já chegou, porque as próprias palavras mostram sem sombra de dúvida que Deus te está instruindo como a um filho para alcançares a herança. Assim o indicam claramente aquelas palavras: Filho se queres servir a Deus, permanece na justiça e no temor, e prepara a tua alma para a provação (Eclo 2,1-2). Onde existe o temor e a justiça, a prova de qualquer adversidade não é tormento de escravos, mas antes correção paterna.
Porque até o bem-aventurado Jó, quando diz no meio dos flagelos da infelicidade: Quem dera que Deus me esmagasse que estendesse a sua mão e pusesse fim à minha vida, logo acrescenta: Terei a minha consolação, porque me atormenta com dores e não me poupa (Jó 6,10).
Para os eleitos de Deus, aprovação divina é consolação, porque, através das dores momentâneas que suportam, progridem a grandes passos na firme esperança de alcançar a glória da felicidade eterna.
É para isso que o martelo bate no ouro: para que o ourives possa extrair a escória; é para isso que se usa a lima: para que a veia do vibrante metal brilhe com mais fulgor. É no forno que se experimenta o vaso do oleiro, é na tribulação que se experimentam os homens justos (Eclo 27,5, Vulg.). Porque também diz São Tiago: Considerai como motivo de grande alegria, irmãos, as diversas provações por que tendes passado (Tg 1,2). É a bom título que se devem alegrar aqueles que neste mundo suportam a tribulação temporária pelos seus pecados, mas tem guardada para si no Céu uma recompensa eterna pelas boas obras que praticaram.
Portanto, caríssimo e dulcíssimo irmão, enquanto te atingem os golpes da desgraça, enquanto és castigado pelos açoites da correção divina, não te deixes vencer pelo desalento, não te queixes nem murmures não te deixes amargurar pela tristeza nem impacientar pela fraqueza de ânimo; mas conserva sempre a serenidade no teu rosto, a alegria no teu coração, a ação de graças na tua boca. São certamente dignos de todo o louvor os desígnios de Deus, que atinge nesta vida os seus para os poupar aos flagelos eternos; abate para elevar, fere para curar, humilha para exaltar.
Portanto, caríssimo, robustece o teu espírito na paciência com estes e outros testemunhos das Escrituras divinas, e espera confiadamente a alegria que vem depois da tristeza. Que a esperança daquela alegria te reanime e a caridade te inflame, de tal modo que o teu espírito, santamente inebriado, esqueça os sofrimentos exteriores e anseie com entusiasmo pelo que interiormente contempla.











São Pedro Damião, doutor da Igreja.

Música da Semana!

Olá, adorador!
Desejamos à você uma semana cheia da realização da vontade de Deus!
E que, na alegria de ver os sonhos do Senhor se realizando em sua vida, você possa proclamar: Santo, santo, santo é o Senhor! E possa, também, entoar o seu hino de amor!


domingo, 20 de fevereiro de 2011

Hoje é dia dos beatos Jacinta e Francisco!

Hoje é dia dos beatos Jacinta e Francisco que, juntamente com Lucia, presenciaram a aparição de Nossa Senhora em Fátima.
Que possamos, junto com eles na comunhão dos santos, dizer: Meu Deus eu creio, adoro, espero e amo-vos. Peço-vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não vos amam.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

São João da Cruz, sob o olhar do Papa Bento XVI

Na catequese da última quarta-feira, o Papa Bento XVI nos apresentou uma reflexão sobre São João da Cruz. O Papa fez os seguintes comentários sobre as obras do santo:

"João é considerado um dos mais importantes poetas líricos da literatura espanhola. As obras maiores são quatro:Subida ao Monte Carmelo, Noite escura, Cântico espiritual e Chama viva de amor.

No Cântico espiritual, São João apresenta o caminho de purificação da alma, isto é, a progressiva posse alegre de Deus, até que a alma passe a sentir que ama a Deus com o mesmo amor com que é amada por Ele. A Chama viva de amor prossegue nessa perspectiva, descrevendo mais detalhadamente o estado de união transformadora com Deus. A comparação utilizada por João é sempre aquela do fogo: como o fogo quanto mais arde e consome a lenha tanto mais se faz incandescente até tornar-se chama, da mesma forma o Espírito Santo, que durante a noite escura purifica e “pule” a alma, com o tempo a ilumina e a aquece como se fosse uma chama. A vida da alma é uma contínua festa do Espírito Santo, que deixa entrever a glória da união com Deus na eternidade.

A Subida ao Monte Carmelo apresenta o itinerário espiritual do ponto de vista da purificação progressiva da alma, necessária para escalar o cume da perfeição cristã, simbolizada pelo cume do Monte Carmelo. Tal purificação é proposta como um caminho que o homem empreende, colaborando com a ação divina, para libertar a alma de todo apego ou afeto contrário à vontade de Deus. A purificação, que para chegar à união com Deus deve ser total, inicia a partir da vida dos sentidos e prossegue naquela que se obtém por meio das três virtudes teologais: fé, esperança e caridade, que purificam a intenção, a memória e a vontade. A Noite escura descreve o aspecto "passivo", ou seja, a intervenção de Deus nesse processo de "purificação" da alma. O esforço humano, de fato, é incapaz sozinho de chegar até as raízes profundas das inclinações e dos hábitos cativos da pessoa: pode somente freá-los, mas não erradicá-los completamente. Para fazê-lo, é necessária a ação especial de Deus, que purifica radicalmente o espírito e o dispõe à união de amor com Ele. São João define "passiva" tal purificação de amor com Ele exatamente porque, embora aceita pela alma, é realizada pela ação misteriosa do Espírito Santo que, como chama de fogo, consome toda a impureza. Nesse estado, a alma é submetida a todo o tipo de provação, como se se encontrasse em uma noite escura".

No fim, o Papa deixa-nos uma questão:

"Queridos irmãos e irmãs, ao fim permanece a questão: esse santo, com a sua alta mística, com esse árduo caminho rumo ao cume da perfeição, tem algo a dizer também a nós, ao cristão normal, que vive nas circunstâncias desta vida de hoje, ou é um exemplo, um modelo somente para poucas almas eleitas que podem realmente iniciar essa via da purificação, da ascese mística? Para encontrar a resposta, devemos, antes de tudo, ter presente que a vida de São João da Cruz não foi um "voar sobre nuvens místicas", mas foi uma vida muito dura, muito prática e concreta, seja como reformador da ordem, onde encontrou tantas oposições, seja como superior provincial, seja no cárcere de seus coirmãos, onde era exposto a insultos inacreditáveis e a maltratos físicos. Foi uma vida dura, mas exatamente nos meses passados nos cárceres ele escreveu uma das suas obras mais bonitas. E, assim, podemos compreender que o caminho com Cristo, o andar com Cristo, "a Via", não é um peso a mais ao já suficientemente duro fardo da nossa vida, não é algo que tornaria mais pesado esse fardo, mas é algo completamente diferente, é uma luz, uma força, que nos ajuda a levar esse fardo. Se um homem carrega consigo um grande amor, esse amor lhe dá quase asas, e suporta mais facilmente todas as moléstias da vida, porque leva em si essa grande luz; isso é a fé: ser amado por Deus e deixar-se amar por Deus em Cristo Jesus. Esse deixar-se amar é a luz que nos ajuda a levar o fardo todo o dia. E a santidade não é uma obra nossa, muito difícil, mas é exatamente essa "abertura": abrir as janelas da nossa alma para que a luz de Deus possa entrar, não esquecer a Deus, porque exatamente na abertura à sua luz se encontra a força, se encontra a alegria dos remidos. Peçamos ao Senhor para que nos ajude a encontrar essa santidade, deixemo-nos amar por Deus, que é a vocação de nós todos e a verdadeira redenção. Obrigado."








"Esta é a grande satisfação da alma, ver que dá a Deus mais do que ela própria é e vale em si mesma, com aquela mesma luz divina e calor divino que ela recebe de Deus; isto se realiza na outra vida por meio da luz da glória, e nesta por meio da fé muito esclarecida". (Trecho de chama de amor)

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Cine João Paulo II

Olá!

Bom dia!

Amanhã teremos uma sessão do Cine JPII e queremos que você venha assistir conosco o filme de Santa Bakhita, uma das santas que comemoramos neste mês!


Ela é um grande exemplo de santidade, esperança e liberdade em Deus!

A sessão começará às 19h00, em nossa casa. Por favor, confirme sua presença através do e-mail comunidadegratidao@gmail.com ou pelo tel. 3042-4130, assim poderemos preparar melhor a nossa casa para te receber! 

Você será muito bem vindo! 


Abaixo, a sinopse do filme do site Casablanca Filmes: Uma mensagem de amor, misericórdia e bondade. O ano é 1948 e Aurora Martin chega ao convento de Canossian aonde Bakhita acabou de morrer e acaba recordando a incrível vida e mulher que cuidou dela quando menina. Nascida em uma vila no Sudão, seqüestrada por traficantes e vendida a Frederico Martin, um mercador italiano. De volta à Itália, Bahkita se torna baba de Aurora, que perdeu sua mãe no nascimento. Mesmo com uma violenta oposição dos camponeses e moradores locais, Bakhita abraça a fé católica graças ao Padre Antonio. Contrariado, Frederico Martin não aceita, pois a considera sua propriedade, e agora vai caçá-la a fim de trazê-la de volta. No ano de 2000 ela foi declarada Santa pelo Papa João Paulo II



Venha de coração aberto e disposto a vivenciar o que Deus tem preparado para você!

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Dom Waldemar Passini Dalbello, nosso novo Administrador Apostólico!

Hoje foi anunciado o novo administrador apostólico da Arquidiocese de Brasília: Dom Waldemar Passini Dalbello, 44 anos. Ele era bispo auxiliar da Arquidiocese de Goiânia, por onde ficou um ano e dois meses. Ele assume o cargo pelo período de três meses.
Dom Waldemar é natural de Anápolis, foi ordenado padre em 03 de dezembro de 1994 e ordenado bispo auxiliar de Goiânia em 30/12/2009.
Cursou Engenharia Elétrica na Universidade Federal de Goiás, Filosofia e Teologia no Seminário Maior Arquidiocesano de Brasília N. Sra. de Fátima, Brasília – DF. Possui mestrado em Ciências Bíblicas, pelo Pontifício Instituto Bíblico (Roma). Em janeiro de 2006 exerceu a função de Reitor do Seminário Interdiocesano São João Maria Vianney e, a partir de 2008 como reitor do Seminário Santa Cruz.
Seu lema é: Congregare in unum – Para congregar na unidade (Jo 11,52).
Administrador apostólico é um bispo ou presbítero designado pelo Papa, através de um decreto, para administrar a arquidiocese (no caso de Brasília) para suprir a lacuna vacante, por motivo de nomeação do atual bispo para outra função ou em caso de renúncia.
O administrador apostólico possui o mesmo direito e obrigações de um bispo residente. Dom Waldemar, assume a arquidiocese com 128 paróquias, cerca de 360 padres.


Fonte: http://blogshofar.blogspot.com/2011/02/dom-waldemar-e-o-novo-administrador.html

A Vontade de Deus para nós

Venho a título de partilha escrever sobre o mistério da vontade de Deus para nós e em nós!

Quantas vezes já paramos para nos fazer essa pergunta? E dependendo da abertura do nosso coração alcançamos respostas. É muito comum entrarmos para o caminho de Deus e pensar que os nossos problemas acabaram, e, de acordo com que vamos caminhando, vamos enfrentando quedas, tempestades e dificuldades. Não estamos isentos a nada disso, mas... CORAGEM, ELE VENCEU O MUNDO!

O que me levou a escrever sobre isso foi justamente o que se encontra no meu coração. É bem verdade que muitas vezes reclamamos que nada dá certo e que não conseguimos achar o que procuramos, mas é ai que paro e me questiono sobre o que pode estar faltando; porque na verdade Deus fala ao nosso coração. Confesso que já esperei sinais, provas e contraprovas da vontade de Deus na minha vocação e nas decisões em geral da minha vida, mas a decisão mais segura e eficaz foi aquela que segui quando Deus falou ao meu coração (não podemos deixar de CONFIAR que Deus nos responde SIM). Claro que não quero tirar a dor e o sofrimento de algumas decisões que o Senhor nos pede, pois se escolho o caminho da direita automaticamente não estarei na esquerda, resumindo: não adianta buscarmos a vontade de Deus para nossa vida e terminar por fazendo a nossa, uma frase simples para uma prática simples, nós é que muitas vezes complicamos as coisas, afinal de contas temos uma humanidade e junto com ela o pecado e os vícios que temos e que nos rodeiam.

Quando possuímos algo em nossa casa que não utilizamos damos para alguém ou consertamos se for o caso, ou, ainda, jogamos fora. Deus usa tudo ao nosso favor, sejam as nossas limitações, que Ele, com sua infinita sabedoria, consegue retirar o bom; seja o pecado em si, pois quando caímos temos a oportunidade, pela misericórdia de Deus, de levantar. Lógico que não é certo e nem convém que eu venha a repetir erros, se já sei que estou na via contrária da que o Senhor me pede, é certo de que vou me colocar em outra posição, mas como disse acima, pelos nossos vícios e comodismos muitas vezes seguimos mesmo na contramão e vamos fingindo que nem é com a gente e é ai que nos perdemos. Insistir no erro não é legal.

Falo isso por que tememos muito a tal da porta estreita, porque seria sim mais fácil se Deus literalmente aparecesse e esperasse pegarmos um caderno e como que uma receita de bolo nos dissesse a medida certa para cada atitude, a porção correta para cada passo. Mas eu e você já sabemos que não é assim, portanto, nos resta perseverar e viver na verdade e a verdade só existe quando estamos próximos de JESUS. Por fim, devo lembrar que somos postos à prova a todo instante, por isso que com a graça de Deus sejamos firmes ao que o Senhor nos propõe e desiludidos às falsas promessas que o mundo nos faz. Vivamos como diz a Palavra: dizei ‘Sim’ ou ‘Não’: todo o resto vem do Maligno (Mt 5,37).

No mais, contamos então com a poderosa intercessão da Virgem Maria que melhor do que ninguém soube fazer a Vontade de Deus; e com a fidelidade do Espírito Santo, que nos capacita e nos concede o discernimento para cada situação. Use bem sua liberdade, com muita gratidão e disponibilidade.

 Jesus merece!

“Vontade de Deus és meu paraíso! Todo dia um novo dia pra te amar! Mais que ontem, no sim de hoje, um novo dia se fará!”









Neidinha Almeida
Membro da Com. Católica Gratidão

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Cantinho de Maria

Feliz aquela que acreditou! Assim, o Papa João Paulo II inicia um parágrafo da encíclica Redemptoris Mater:


"Logo depois de ter narrado a Anunciação, o Evangelista São Lucas faz-nos de guia, seguindo os passos da Virgem em direção a "uma cidade de Judá" (Lc 1, 39). Segundo os estudiosos, esta cidade devia ser a "Ain-Karim" de hoje, situada entre as montanhas, não distante de Jerusalém. Maria dirigiu-se para lá "apressadamente", para visitar Isabel, sua parente. O motivo desta visita há-de ser procurado também no fato de Gabriel, durante a Anunciação, ter nomeado de maneira significativa Isabel, que em idade avançada tinha concebido do marido Zacarias um filho, pelo poder de Deus: "Isabel, tua parente, concebeu um filho, na sua velhice; e está já no sexto mês, ela, a quem chamavam estéril, porque nada é impossível a Deus" (Lc 1, 36-37). O mensageiro divino tinha feito recurso ao evento, que se realizara em Isabel, para responder à pergunta de Maria: "Como se realizará isso, pois eu não conheço homem?" (Lc 1, 34). Sim, será possível exatamente pelo "poder do Altíssimo", como e ainda mais do que no caso de Isabel.
Maria dirige-se, pois, impelida pela caridade, a casa da sua parente. Quando aí entrou, Isabel, ao responder à sua saudação, tendo sentido o menino estremecer de alegria no próprio seio, "cheia do Espírito Santo", saúda por sua vez Maria em alta voz: "Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto do teu ventre" (cf. Lc 1, 40-42). Esta proclamação e aclamação de Isabel deveria vir a entrar na Ave Maria, como continuação da saudação do Anjo, tornando-se assim uma das orações mais frequentes da Igreja. Mas são ainda mais significativas as palavras de Isabel, na pergunta que se segue: "E donde me é dada a dita que venha ter comigo a mãe do meu Senhor?" (Lc 1, 43). Isabel dá testemunho acerca de Maria: reconhece e proclama que diante de si está a Mãe do Senhor, a Mãe do Messias. Neste testemunho participa também o filho que Isabel traz no seio: "estremeceu de alegria o menino no meu seio" (Lc 1, 44). O menino é o futuro João Batista, que, nas margens do Jordão, indicará em Jesus o Messias.
Todas as palavras, nesta saudação de Isabel, são densas de significado; no entanto, parece ser algo de importância fundamental o que ela diz no final: "Feliz daquela que acreditou que teriam cumprimento as coisas que lhe foram ditas da parte do Senhor" (Lc 1, 45). Estas palavras podem ser postas ao lado do apelativo "cheia de graça" da saudação do Anjo. Em ambos os textos se revela um conteúdo mariológico essencial, isto é, a verdade acerca de Maria, cuja presença se tornou real no mistério de Cristo, precisamente porque ela "acreditou". A plenitude de graça, anunciada pelo Anjo, significa o dom de Deus mesmo; a fé de Maria, proclamada por Isabel aquando da Visitação, mostra como a Virgem de Nazaré tinha correspondido a este dom".


Nossa Senhora acreditou nas promessas do Senhor, por isso teve realizado em sua vida o plano mais perfeito de Deus. A fé de Maria, que deu o seu FIAT a Deus abriu as portas para a nossa salvação. Ela é o nosso maior exemplo de esperança, de que acreditar nas promessas do Senhor vale a pena!
Convidamos você a também se entregar ao Plano de Deus em sua vida e que, na tentativa de corresponder ao dom da fé, a exemplo de Maria, sua alma possa engrandecer ao Senhor! 


terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Espaço do Músico

Olá, abaixo um vídeo do Augusto Cezar, da banda DOM e autor do Livro Dentro de mim mora uma canção.
Ele deixa uma pergunta: Como vão as cordas do seu coração?

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Missa de despedida de Dom João Braz de Aviz

Ontem, na Catedral Metropolitana de Brasília, às 09h30, foi celebrada a Missa de Ação de Graças e de despedida de Dom João Braz de Aviz de nossa Arquidiocese.

Dom João veio para Brasília em 2004 e, após sete anos como nosso pastor, foi nomeado pelo Papa Bento XVI para ser o novo prefeito da Congregação dos Institutos de Vida Consagrada, em Roma.

Dom João iniciou a Santa Missa falando do misto de sentimentos que essa nomeação trouxe para ele e para a Igreja de Brasília: tristeza pela despedida e alegria pela nova missão.

Na homilia, comentou sobre as leituras do dia, afirmando sobre a certeza da verdade do salmo cantado: Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na Lei do Senhor Deus vai progredindo! E, mais uma vez, nos ensinou a ser Igreja! Afirmou que para sermos uma comunidade verdadeiramente cristã devemos seguir quatro passos: a vivência da Palavra de Deus, traduzindo-a em gestos concretos de amor; a koinonia, ou seja, a comunhão e o amor fraterno pelo próximo; a Eucaristia, nosso alimento que fortalece e encoraja para enfrentar qualquer situação e, por último, um espírito de profunda oração, tendo Jesus conosco durante todo o dia.

Ao final da Missa restou uma certeza: a de que Dom João ficará marcado para a Igreja de Brasília e como o Senhor foi bom em nos ter dado a oportunidade de viver sob seu pastoreio nesses sete anos.

Nós, que nascemos durante seu tempo de pastor em Brasília, temos sincera gratidão a Dom João pelas graças que o Senhor derramou através de seu intermédio e ministério! E desejamos que o Senhor o abençoe ainda mais em sua nova missão, tudo sobre a proteção de Nossa Senhora, a mãe da unidade! Que o seu lema "Que todos sejam um" seja traduzido nos Institutos de Vida Consagrada, fazendo de nossa Igreja ainda mais bela! 





Música da Semana!

Olá!
Desejamos à você uma ótima semana, cheia da presença de Deus e dos cuidados maternos de Nossa Senhora, a mãe da esperança!
Para que o seu coração esteja em união com o coração de Jesus deixamos à você o vídeo abaixo, para que nessa semana seus dias possam ser vividos com incomparável gratidão!