quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Voto Mais Consciente Ainda




Olá, irmão católico!

Dia 26/10 está aí! Agora a decisão é definitiva. Não existe um terceiro turno. Assim, não dá para adiar nossas escolhas para governador e presidente. Nosso papel como cidadãos e católicos é promover a vida com um testemunho de santidade, com a liberdade nos dada por Deus e, civilmente, garantida pela constituição, e com responsabilidade. O Senhor Jesus Cristo é a Verdade. E diante da Verdade não podemos nos eximir de agir em favor dela. Ou seja, devemos fazer do nosso voto um ato que favoreça a Verdade, a Vida e a liberdade responsável, obediente à lei natural e, quanto a nós católicos, à moral católica, ou seja, ao nosso Caminho: Jesus Cristo.

E a verdade é que vivemos um clima de tensão: a legalização do aborto sendo proposta direta e indiretamente, por meio de leis, decretos e portarias. A ideologia de gênero, que não entrou no Plano Nacional de Educação, sendo divulgada e ensinada em cursos nas diversas universidades. A educação sexual sendo ensinada a crianças cada vez menores. O que está lendo é familiar?! Não?! Se não for, leia mais sobre esses assuntos que nos atingem. talvez pouco agora, mas muito mais atingirá nossos filhos.

Vamos aos exemplos... Você pai, você mãe, tem lido as cartilhas, os livros e demais materiais escolares dos seus filhos? E você professor? Cada vez mais, estão presentes conteúdos anticristãos passados de forma explícita ou implícita. Veja com seus próprios olhos: aquiaqui e aqui. Pais católicos, que prometeram ensinar seus filhos a moral católica, querem seus filhos lidando com materiais que fazem apologia ao diabo? É isso mesmo! Veja aqui.

Não ao Aborto! Nós católicos somos pró-vida, desde a concepção, e contra o aborto, em qualquer fase da gestação. Somos contra a ambiguidade da lei 12.845/2013, que traz a expressão "profilaxia da gravidez", como se o ser humano ali sendo formado fosse algo a ser combatido.

Você conhece o marxismo? Você sabia que o ele é anticristão? Você sabia que existem partidos que querem implantar o socialismo/comunismo/marxismo em toda a América Latina? Veja aqui: aqui e aqui

Por fim, você sabia que a Igreja Católica condena o comunismo e que os fiéis que, sabendo disso e conhecendo o comunismo, apoiam partidos e candidatos comunistas não estão em comunhão com a Santa Igreja? Veja aqui.

Hoje precisamos de consciência de que devemos nos conscientizar. Parece estranho, não é?! Sim, parece mesmo. Mas é devido à nossa falta de informação ou, o que é pior, à desinformação que consumimos nas redes sociais ou nas mídias sem o propósito de comunicar a verdade.

Estejamos atentos não apenas aos números que iremos digitar na urna neste próximo domingo, mas, principalmente, àquilo que está por trás dos números: ideologias, projetos, comunismo, socialismo, totalitarismo.

Partidos comunistas que possuem diretrizes claras de apoio à legalização do aborto não são bem-vindos aos católicos que querem estar em comunhão com a Santa Igreja Católica.

Voto consciente hoje não é apenas conhecer as propostas, mas conhecer as ideias propagadas ao longo da história de vida dos partidos e de suas alianças, inclusive internacionais. Voto consciente é estar antenado com que o Santo Magistério diz sobre política (veja aqui). Voto consciente é buscar a Verdade por trás dos números e das propagandas políticas cinematográficas. Voto consciente é não levar em consideração as pesquisas feitas para tomar a sua decisão. Elas não representam os católicos que seguem aquilo que o Magistério ensina há mais de cem anos.

Voto consciente é ter consciência também disso tudo. É buscar a Verdade para votar de forma livre. Do contrário, o voto será inconsciente, utilizando todas as desinformações adquiridas desde o nosso nascimento até os dias de hoje.

Enfim, irmãos, não dá para falar em voto consciente antes que todos nós estejamos conscientes pelo menos desses fatos acima descritos. Convido você a ler as referências e começar a compreender o que está público, mas sem notoriedade midiática.

Façamos a nossa parte em descobrir a verdade que nos é distorcida. A política é para o bem comum e não deve priorizar minorias ou impor ideologias que atentam contra a natureza humana ou ser esquecida por nós católicos.

Deixemos de lado a preguiça ou desinteresse em saber das coisas, principalmente as que envolvem política; a inevitabilidade, que nos torna inertes e conformados com tudo o que vemos e não concordamos; a desinformação, que temos contato o tempo todo e que nos afasta da verdadeira informação e nos aprisiona em uma ilusão de a Verdade é sempre uma mentira, de que o mal e o pecado são grandes teorias da conspiração.

Vamos às urnas, meu irmão católico, lutar pela família, pela autonomia dos pais na educação dos filhos, pelo matrimônio, pela vida... Mas antes, busquemos por Jesus Sacramentado e pela verdade dos fatos.

E para nos ajudar na escolha, a CNBB Regional 1 Sul, soltou um "folheto" esclarecendo a posição de alguns partidos em relação ao aborto. A nota foi intitulada de "Em defesa da vida ou a favor do aborto?" Confira e veja em quais partidos não votar. Veja a nota aqui.

A nossa esperança não está em construir o Céu aqui nesta vida. A nossa esperança é Jesus Cristo, ressuscitado. E viver essa verdadeira esperança passa por revelar a Verdade, sem distorções, para que sejamos livres em Cristo e que possamos construir uma vida digna, na qual haja o respeito aos valores católicos, para cada um de nós e de nossos filhos e netos.

Vote no dia 26/10 com mais consciência ainda em relação à votação de 05/10.

Deus nos abençoe neste dia e no dia 26/10.
 
Amém! 

Tadeu Rocha
Comunidade Católica Gratidão
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário