terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Maria é Imaculada Conceição


Isso é causa de dúvida e conflito entre tantos, porém é dogma, verdade de fé da nossa Santa Igreja. Vamos entendê-lo um pouco mais para sairmos da ignorância que fecha o nosso coração e nos tornarmos mais agradáveis a Deus.
Maria foi escolhida e preparada desde toda a eternidade para ser a Mãe do Filho de Deus e para tamanha vocação era preciso um grande preparo. Deus assim o fez, preservou Maria de toda mancha, de todo pecado. Seu corpo não poderia ser manchado com o pecado, pois iria conceber o Salvador, o Verbo se faria carne naquela carne.
Uma mulher, virgem e imaculada desobedeceu a Deus e o pecado entrou no mundo. Por meio do pecado de Adão e Eva toda a humanidade foi manchada. Convinha que outra mulher Virgem (Is 7,14) e Imaculada em plena obediência a Deus fosse o meio de chegar à humanidade a Salvação.
Entre a serpente e Maria foi colocada uma eterna inimizade (Gn 3, 15). Se Maria por um breve instante fosse manchada pelo pecado, tal inimizade acabaria e ela se tornaria escrava do pecado.
São Bernadino de Sena disse: há dois meios de remir, levantando o decaído ou preservando-o da queda. Enquanto todos nós recebemos a cura do pecado, a redenção curativa, Maria recebe a redenção preservativa em previsão dos méritos de Cristo. A Imaculada Conceição de Maria foi o primeiro fruto da Morte de Nosso Senhor.
Maria também precisava da Salvação que nos foi conquistada pela Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, ela mesma declarou isso em seu Magnificat (Lc 1, 46). Maria depende de Cristo para a sua redenção e depende de uma maneira ainda mais brilhante e efetiva.
No fato de Maria ser “cheia de graça” (Lc 1, 26), toda a Igreja entende o mistério e o dogma da Imaculada Conceição. Desde sempre Maria já era cheia de graça, sempre e toda pura, bela e sem mancha.
Após anos de estudos e dúvidas, um teólogo franciscano chamado Duns Escoto discorreu a respeito da Imaculada Conceição de Maria. Ele explicava “Afirma-se que em Adão todos pecaram e que em Cristo todos foram redimidos. Inclusive Maria, mas de modo distinto. Como Filha e descendente de Adão, Maria deveria contrair o pecado de origem, mas perfeitamente redimida por Cristo, não incorreu nele” (Rm 5, 12). E disse ainda “Convinha que Deus fizesse a exceção? Podia fazê-la? Portanto a fez!”
Maria mesmo livre de todo pecado e da concupiscência podia pecar, porém não pecou. Eva também foi imaculada, mas Eva pecou.
Maria é a criatura humana em seu melhor estado e merece nossa veneração, respeito e amor. E para isso façamos a experiência de rezar o Santo Terço e de tomar posse da poderosa intercessão de Maria tornando-nos filhos consagrados a Santíssima Virgem e Imaculada.
Veneremos Maria e sejamos mais agradáveis a Deus aprendendo com ela a amá-lo e ser obediente e dócil a Divina Vontade.

Tuani Sampaio
Comunidade Católica Gratidão

Nenhum comentário:

Postar um comentário