domingo, 2 de outubro de 2016

Homilia - XXVII Domingo do Tempo Comum

  XXVII Domingo do Tempo Comum
  Servos Que Vivem da Fé

  Sergio da Rocha
  Arcebispo de Brasília

O Evangelho começa com um pedido dos apóstolos a Jesus: "Aumenta a nossa fé!" (Lc 17, 5). Trata-se de uma verdadeira oração, que nós também somos convidados a fazer. Diante dos desafios do mundo atual e da nossa fragilidade, sentimos a necessidade de suplicar, como os apóstolos, "aumenta a nossa fé!". Nossa fé necessita crescer, purificar-se, fortalecer-se e amadurecer. O texto de S. Lucas se conclui com uma afirmação de Jesus que nos pensar que a fé se expressa pela fidelidade a Deus no dia a dia, a fim de poder dizer, ao final da jornada: "somos servos inúteis; fizemos o que devíamos fazer" (Lc 17,10). Quando servimos a Deus, fazemos apenas o que devemos fazer. Contudo, é feliz quem assume a condição de discípulo-servo que procura sempre fazer a vontade do Senhor, com fidelidade e humildade. Além disso, ao pedir a Jesus para aumentar a nossa fé, reconhecemos que a fé é dom de Deus, sustentada pela graça de Deus.

A fé é necessária em todos os momentos da vida, especialmente para superar os graves problemas presentes no mundo. Na primeira leitura, temos o diálogo entre Deus e o profeta Habacuc. Ele interpela a Deus, esperando a sua intervenção para por fim a violência, a maldade e a discórdia. Em resposta, Deus suscita a esperança e a certeza de que não falhará, advertindo para a consequência da iniquidade, que é a morte, e proclamando que "o justo viverá por sua fé" (Hab 1,4). O mundo de hoje continua a necessitar da fé e da fidelidade dos justos, de servos do Senhor que vivem da fé.

A fé deve animar a todos que se colocam a serviço da Igreja, especialmente, os ministros ordenados, conforme nos dá a entender as palavras de São Paulo a Timóteo, na segunda leitura. É preciso viver da fé e da fidelidade, guardando o "precioso depósito" em "matéria de fé e de amor em Cristo Jesus" (2Tm 1,13-14).

Neste Mês Missionário, recordamos que nós todos, segundo a vocação recebida, somos chamados a ser missionários, participando da missão de transmitir a fé, através das palavras e do testemunho de vida. É preciso compartilhar o dom da fé no dia a dia. Por isso, ajude alguém a descobrir a beleza e a força da fé em Cristo.

“Cuidar da casa comum é a nossa missão” é o lema da Campanha Missionária desenvolvida em todo o Brasil, neste mês, em sintonia com a Campanha da Fraternidade e a encíclica Laudato Si, do Papa Francisco. A vivência e o testemunho da fé acontecem através do cuidado da criação, a começar do meio ambiente onde vivemos. Sejamos missionários! Rezemos pelos missionários!

Arquidiocese de Brasília 

Nenhum comentário:

Postar um comentário